• Home
  • /
  • Sobre
  • /
  • Resenhas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Entrevistas
  • /
  • Desafio
  • /
  • Contato
  • Entrevista com Lilian Reis

    Bom dia galera. Hoje temos mais uma entrevista com uma escritora brasileira à Lilian Reis autora do livro “Eu, meu pai e os meus outros amores...”.



    1. Era Uma Vez o Livro - Quem é a Lilian Reis?

    Sou uma apaixonada por leitura e escrita, cinéfila assumida e louca por rock
    anos 80 e 90. Também gosto de pop americana por influência de meus filhos. Sou
    mãe e esposa apaixonada. Uma das coisas que mais gosto de fazer é me reunir
    com minha família. Pai irmãs, sobrinhos e participar de “momentos bobeira”, rrsrs.
    Nesses momentos me liberto, deixo a minha palhacinha interior se aflorar, e estes,
    são os momentos mais divertidos que passamos juntos. Deus me presenteou com
    uma família abençoada.



    2. Era Uma Vez o Livro - Como surgiu sua paixão pela escrita?

    Bem, primeiro tenho de falar da leitura. Esta surgiu em minha vida quando ainda
    tinha 13 anos, e, ao contrário de muitas pessoas, ninguém me influenciou. Ao passar
    em frente a uma banca de jornal e revistas vi um livro, o qual tinha uma capa linda,
    é claro, um casal apaixonado. Rsrsr. Comprei o livro e a partir daí não parei mais de
    ler.

    Escrever foi apenas uma questão de tempo. Resolvi colocar no papel o fruto de
    minha imaginação muiiito fértil escrevendo bilhetinhos, diários, cartas de amor e
    é claro, para a escrita criativa foi um pulinho. Lendo os livros de romances eu me
    teletranportava para aquela história e criava assim a minha própria história. Passei
    por esta etapa e, meio que... me esqueci dessa paixão. Casei-me e fui trabalhar num
    jornal aqui de Belo Horizonte.

    Tempos mais tarde, após ver meus filhos já crescidos bateu aquela vontade de
    estudar, fazer algo bacana. (Este, era um sonho antigo.) Aí, resolvi cursar Letras.
    Foi nessa ocasião que me identifiquei ainda mais com a escrita. Escrevia deitada,
    sentada, de qualquer maneira no quintal, na casa de meu pai, e o mais engraçado,
    levava minhas ideias até para o banheiro. Rsrsr. É claro que eu escrevia era “top
    secret”, tinha vergonha de mostrar para as pessoas minhas ideias, meus delírios.
    Somente após receber palavras de incentivo de um professor – Prof. Dr. e também
    escritor, Luíz Roberto Wagner –, é que tive vontade de mostrar aos colegas de
    faculdade, que logo me encorajaram a ir fundo nessa profissão.

    Tinha medo de ser criticada. Entretanto, no momento em que o Prof. Wagner
    elogiou-me, saí de dentro do casulo onde me escondia e um sentimento chamado
    CORAGEM passou a dominar-me. Sempre fui expansiva, mas era com as pessoas
    próximas, todavia mostrar a cara para todo o BRASIL seria uma decisão difícil,
    contudo as palavras de incentivo deste, que me é tão querido e de quem nunca me
    esquecerei, foram definitivas. “Nunca deixe seus escritos no fundo da gaveta”.
    – ele disse. - Resolvi então seguir adiante e retirei todas as minhas ideias que se
    amontoavam dentro da memória do computador e imprimi, começando assim a dar
    vida a um novo sonho; o de mostrar para as pessoas o conteúdo de minha ilimitada
    memória.


    3. Era Uma Vez o Livro - O que você sente quando está escrevendo?

    Paz. Sinto-me tranquila. Não me sinto estressada e mais, escrever tornou-se
    minha terapia.


    4. Era Uma Vez o Livro - Você irá lançar o seu primeiro romance “Eu, meu pai e os meus outros
    amores...”. Como foi pra você escrever esse livro?

    Foi a coisa mais gostosa do mundo. Eu sempre gosto de falar de amor. Não me
    prendo a apenas um gênero. Quando digo amor, digo em todos os sentidos. Amor na
    vida real e também fantasia.

    A ideia de escrever “Eu, meu pai e meus outros amores,” surgiu da necessidade
    de falar de amor em todas as suas formas, ou pelo menos quase todas. Rsrsr. Queria
    abordar amor paterno, materno, fraterno o amor por um cara, a primeira transa, o
    perdão e por aí vai... O livro aborda a primeira transa de forma amena, sutil,
    deliciosamente sensual e até inocente por parte de Jade, a protagonista; que vê a
    possibilidade com medo e dúvidas...


    5. Era Uma Vez o Livro - Além de escritora você exerce outra profissão?

    Não! Quer dizer... Sou dona de casa em tempo quase integral e amo. Adoro
    cuidar de minha casa, filhos, marido cachorro... Rsrsr


    6.  Era Uma Vez o Livro -Qual a sua expectativa com relação ao lançamento do seu livro?

    Estou na maior expectativa e adoraria que tudo desse certo. Já deu. Eu creio! Já
    disse e repito escrevo com o coração na ponta dos dedos e a história de Jade foi uma
    ideia bacana que tive, e quando escrevi fluiu assim tão naturalmente! Espero que as
    pessoas amem, assim como eu amo.

    7.  Era Uma Vez o Livro - Qual seu livro de cabeceira

    Rsrsrs. Não tenho “um” livro de cabeceira. Tenho muitos. Todos os livros que li de
    alguma forma mexeram comigo. Na boa! Livros de romance são e sempre serão meus
    livros de cabeceira, independentemente do gênero, novel ou fantasia.

    8.  Era Uma Vez o Livro - Qual sua frase preferida?

    Uma frase minha: “o verdadeiro amor é aquele que te faz flutuar, que te faz
    cometer loucuras e não aquele que você acha que é o certo, o óbvio, o seguro. O
    verdadeiro amor é aquele que não encontra resistência, aquele que te dá saudades que
    lhe causa arrepios e lhe tira o ar”. (O verdadeiro amor, por LilianReis.)


    9.  Era Uma Vez o Livro - Se defina em uma palavra.

    Amada.

    10 .  Era Uma Vez o Livro - Deixe uma mensagem para os leitores do blog.


    “Gostaria de agradecer à Suelen Fernandes a oportunidade e o espaço aqui
    cedidos tão gentilmente”. Adoraria que as pessoas lessem: Eu, meu pai e outros
    amores..., e se apaixonassem pela história que contei de forma tão apaixonada.
    Posso garantir que vão encontrar um pouco de tudo. Escolhi escrever de forma solta,
    de maneira que as pessoas se identifiquem. Sem formalismo. Usei de humor ao tecer
    alguns diálogos e coloquei elementos os quais eu também procuro ao escolher um
    bom romance. Beijos. Lilian Reis.

    Aqui abaixo vai o book trailer do livro “Eu, meu pai e os meus outros amores...”.


    video

    Espero que vocês tenham curtido a entrevista.

    Beijinhos
    Suelen Fernandes






    4 comentários :

    1. Esse FACE é sensacional! Entre uma amizade e outra, uma jovem linda, talentosíssima que trabalha, é mãe dona de casa como eu, que que cuida de uma blog bacana me convidou para um bate papo sobre mim e minha carreira como escritora. Suelen Fernandes Adorei. Pude contar de uma maneira gostosa e descontraída como tudo começou para mim e como espero que será de agora para frente. Queria agradecer e espero que gostem do bate papo. Uma vez mais, obrigada Suelen pelo carinho. Beijos Lilian Reis.

      ResponderExcluir
    2. É muito bacana ver o intusiasmo e alegria com que a Liliam fala do seu lindo trabalho, e mais bacana ainda é ela ser uma dona de casa, esposa, mãe que a gente sabe que nos toma tanto tempo, ela é uma vencedora, uma mãe dedicadissíma, uma esposa companheira, e uma escritora apaixonada, tenho certeza que seu trabalho vai ser amado, sucesso sempre.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Sei quem é você anônimo! E queria agradecer pelas suas palavras. Você é assim também! Busca o que quer e não sossega até conseguir. Saiba que também é vencedora e terá sucesso em seu empreendimento que eu sei, é abençoado por DEUS! Beijos Juliana Roberta Ribeiro Andrade. Minha querida e amada irmã. Te amo! Isso é coisa de família. Garra, somos obstinadas, puxamos ao papai.

        Excluir
    3. Trabalho magnífico! Todas as entrevistas que vejo da Lilian, sempre a mesma! Me ajudando bastante na publicação do meu livro! Desejo MUITO sucesso!

      ResponderExcluir

    Olá! Comente sobre o post acima :)
    Estou muito grata por você visitar o Era uma vez o... Livro
    Volte sempre! :D