• Home
  • /
  • Sobre
  • /
  • Resenhas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Entrevistas
  • /
  • Desafio
  • /
  • Contato
  • [RESENHA] Salve-me de Rachel Gibson

    Resenha por: Suelen Fernandes
    Título: Salve-me
    Autor(a): Rachel Gibson
    Editora: Jardim dos Livros
    Gênero: Romance / Chick-lit / Literatura Internacional
    Páginas: 272
    Ano: 2016
    Compare e Compre: Buscapé
    Adicione: Skoob
    Nota
    Sinopse: A salvação de Sadie Hollowell e Vince Haven depende de muitos fatores. Ele voltou traumatizado da guerra ao terrorismo no Afeganistão e ela, aos 33 anos, acha ridículo ser convidada para ser dama de honra do casamento de uma prima no interior do Texas, onde nasceu. Ambos estão perdidos, à procura das raízes e de uma identidade que a vida foi esfacelando, e são atormentados por uma atração sexual violenta que demora muito a se transformar em amor e compromisso.
    O que se oferece aos leitores é uma história tensa, em que preconceitos e hesitações lutam contra o amor, sem saber qual dos lados terá o triunfo final. Vale a pena ler e torcer por ele.


    Sadie Hollowell é uma mulher de 33 anos, muito bonita e inteligente. Ela nunca se casou ou foi noiva, teve alguns namoros, mas nada sério. Ela saiu da sua cidade natal aos 18 anos e deixou o seu pai para trás, eles nunca tiveram uma relação de amor. Só que depois de 3 anos sem ver o seu pai ela está de volta para um casamento.

    Vince Haven é um homem de 36 anos que lutou na guerra do Afeganistão. Ele era Seal, um guerreiro, um dos melhores da sua equipe. Mas depois de um ataque ele teve que se afastar. Vince não gosta de relacionamentos, ele sai com várias mulheres, só que deixa bem claro que é só sexo. Agora ele está em Lovett para visitar sua tia e ele não sabe, mas vai passar muito tempo nessa cidadezinha do Texas.



    Sadie e Vince se conhecem em uma estrada. Ela está voltando para casa e ele está com o seu carro quebrado e precisando de uma corona. Essa é a primeira cena engraçada do livro, pois Sadie o ajuda, mas antes passa todos os dados dele pra sua assistente para o caso de ele fazer algo de ruim com ela. A forma que Sadie fala é muito hilário.

    O livro é focado mais na Sadie por que para os nativos da cidade ela ainda não ser casada é um escândalo. Todos fofocam sobre ela e a acham esquisita, não que isso a incomode agora. Mas ela já sofre muito por isso.

    Por anos, ela tentou viver de acordo com as expectativas de alguém. As da mãe. As do pai. As de uma cidade cheia de pessoas que esperavam que ela fosse uma garota simpática, charmosa e bem-comportada. Uma rainha da beleza. Alguém de quem eles pudessem se orgulhar, como sua mãe, ou a quem pudessem admirar, como seu pai, mas, no ensino médio, ela se cansou da difícil tarefa. Largou aquela carga e começou a ser apenas Sadie.

    Vince tem certos traumas devido a guerra e por isso sofre, tem pesadelos bem reais que não deixa seguir a sua vida. A relação dele com Sadie começa com uma amizade e depois se torna colorida. Mas quando ela percebe que está se apaixonando é aí que a confusão começa.

    [...] as mulheres gostavam disso e sempre queriam mais. Mas não Sadie. Ela não queria mais, e ele não sabia como se sentia em relação a isso. Deveria estar empolgado. Era perfeito. Ela era bonita. Interessante. Boa de cama e apenas queria usá-lo para o sexo. Perfeito.
    Então por que ele se sentia levemente irritado?

    Eu amo os livros da Rachel. São histórias leves e que nos atraem. Ela mostra problemas sérios de uma forma calma e descontraída. O casal é muito bem construído e apesar de seus traumas não fica de mi mi mi. Eles são bem claros com o que querem e vão em frente em suas vidas.

    O livro se passa numa cidade pequena do Texas e podemos ver como é a vida no campo e como as pessoas se tratam. É como se fosse as pessoas do Nordeste, todos são bem receptivos, mas quando se trata de fofoca se espalha que nem vírus.

    A única coisa que achei negativa no livro foi o final. A escritora correu muito e ainda ficou uma ponta solta. Fiquei muito curiosa do pra saber se Sadie iria descobrir o segredo que o pai deixou.


    A capa do livro é linda, a diagramação é simples, o livro é muito bem revisado, a fonte é do tamanho certo para leitura, as folhas são amareladas. A narração é intercalado entre Vince e Sadie, amo esse tipo de narração pois, podemos ver o que cada personagem sente e pensa. A Geração Editorial lançou o livro como independente, mas ele fax parte da série Lovett, Texas. Onde os livros são Maluca por você (Vol. 2), Daisy está na cidade (Vol. 1) e Salve-me (Vol. 3).

    Super recomendo a história para todos que gostam de um chick-lit, uma história engraçada e leve. Que nos faz suspirar e torcer pelo casal.

    Beijinhos!


    10 comentários :

    1. Oi, Suelen.

      Vou te confessar: pela capa, unicamente por ela, eu não compraria o livro, não arriscaria em lê-lo.
      Mas, ao ler sua resenha e conhecer um pouquinho da história, fiquei muito curiosa e até senti um frio na barriga pensando nesse primeiro encontro dos dois, haha, é sério. Amei!

      ResponderExcluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      ResponderExcluir
    3. Olá Suelen,

      achei a capa legal e estilosa, a premissa é levemente interessante, um ponto positivo é a Rachel abordar problemas de forma leve, através da sua leitura fluida, mas no momento não pretendo ler, até pelo fato de não ser um dos meus gêneros favoritos.

      ResponderExcluir
    4. Oi Suelen, adorei a história do livro. Ao ler sua resenha, me veio na cabeça uma cena de filme. Sabe se esse livro será adaptado para o cinema? Acho que seria um sucesso! Beijocas

      ResponderExcluir
    5. Oiee Suelen ^^
      Cheguei a ler dois livros da Rachel, mas como não os curti muito, decidi desistir da autora *-* mesmo tendo visto várias resenhas positivas desse livro, não estou corajosa para arriscar comprá-lo e me decepcionar pela terceira vez, então acho que não o leria *-* Mas fico feliz que você tenha curtido a história :)
      MilkMilks

      ResponderExcluir
    6. Oi, Suelen
      Todos falam dessa forma leve que a autora tem de tratar o desenvolvimento do livro, seus personagens e temas mais sérios. Confesso que tenho muita vontade de ler seus livros por conta desses elogios. Uma pena que ela apresentou o final, isso, às vezes tira o encanto.

      ResponderExcluir
    7. Olá.
      Cheguei a uma conclusao de que so venho aqui e digo que nao me interesso pelo livro, mas é uma verdade. O genero que você costuma ler nao me agrada. A capa é linda e sua resenha esta ótima. Abraços

      ResponderExcluir
    8. Eu amo os livros dessa série e estou louca para ler esse,pena que o final deixou a desejar e queria muito saber se vou encontrar os personagens dos outros livros da série nesse,preciso ler para conferir.

      A Rachel escreve de foma leve e engraçada naturalmente,então mesmo com ressalvas os livros dela são imperdíveis.

      bjsss

      Apaixonadas por Livros

      ResponderExcluir
    9. Tenho curiosidade em ler algo da autora, mas sei lá acho que não iria gostar. Mas pelo que percebi são leituras leves né? Parece ser uma leitura agradavel daquelas de descanso para se ergueer depois deum leitura massante, mas mesmo assim não sei se daria alguma chance
      http://odiariodoleitor.blogspot.com/

      ResponderExcluir
    10. Oi Su! To tão carente de livros assim, doces, leves e divertidos com um tantinho de hot, eu amo essa autora, é mara, bem curiosa com essa obra e as demais tmbm! ótima resenha! Beijos

      ResponderExcluir

    Olá! Comente sobre o post acima :)
    Estou muito grata por você visitar o Era uma vez o... Livro
    Volte sempre! :D