• Home
  • /
  • Sobre
  • /
  • Resenhas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Entrevistas
  • /
  • Desafio
  • /
  • Contato
  • [RESENHA] Um Beijo à Meia-Noite - Contos de Fadas #2 de Eloisa James

    Resenha por: Suelen Fernandes
    Título: Um Beijo à Meia-Noite
    Autor(a): Eloisa James
    Editora: Arqueiro
    Gênero: Literatura Estrangeira / Romance de Época
    Páginas: 320
    Ano: 2017
    Compare e Compre: Buscapé
    Adicione: Skoob
    Nota
    Sinopse: Kate Daltry é uma jovem de 23 anos que não costuma frequentar os salões da alta sociedade. Desde a morte do pai, sete anos antes, ela se vê praticamente presa à propriedade da família, atendendo aos caprichos da madrasta, Mariana. Por isso, quando a detestável mulher a obriga a comparecer a um baile, Kate fica revoltada, mas acaba obedecendo. Lá, conhece o sedutor Gabriel, um príncipe irresistível. E irritante. A atração entre eles é imediata e fulminante, mas ambos sabem que um relacionamento é impossível. Afinal, Gabriel já está prometido a outra mulher – uma princesa! – e precisa com urgência do dote milionário para sustentar o castelo. Ele deveria se empenhar em cortejar sua futura esposa, não Kate, a inteligente e intempestiva mocinha que se recusa a bajulá-lo o tempo todo. No entanto, Gabriel não consegue disfarçar o enorme desejo que sente por ela. Determinado a tê-la para si, o príncipe precisará decidir, de uma vez por todas, quem reinará em seu castelo. Um beijo à meia-noite é um conto de fadas inspirado na história de Cinderela. Com um estilo que combina graça, encanto e sedução, Eloisa James escreve uma narrativa envolvente, com direito a fada madrinha e sapatinho de cristal.

     Kate Daltry é uma jovem de 23 anos e que não sabe o que é viver na alta sociedade. Seu pai era o filho mais novo de um conde e quando sua mãe faleceu, Victor tratou logo de arrumar uma madrasta para Kate. Meses depois o pai de Kate também falece e sua madrasta Mariana a tira de seu quarto e a coloca no sótão. Sua preceptora é demitida e tudo que uma dama deveria aprender não é passado para Kate já que ela vira praticamente uma criada.

    Kate poderia muito bem deixar as terras de seu pai e ir morar em Londres, mas ela não consegue largar os criados e arrendatários das suas terras, ela sabia que no momento em que partisse Mariana iria mandar todos em bora e várias famílias ficariam sem um lar.

    Em vez de aprender a dançar, falar outras línguas e a se comportar como uma dama, Kate aprendeu a negociar com os mercadores, a cuidar dos livros de contabilidade e cuidar das terras de seu pai. Ela achava que sua vida se resumiria a isso, mas viu que seu mundinho era bem pequeno depois que passou se fingir de Victória, a filha de sua madrasta, e conhecer um certo príncipe que vai mudar a sua vida.

    Gabriel é um príncipe, mas os seus súditos são bem diferentes dos que costumam ter em outros castelos. Ele se viu obrigado a abrigar todos os seus parentes e criados que foram expulsos do reino de seu irmão. O irmão mais velho de Gabriel só ficou com os súditos que eram puros de espírito e os que não se encaixavam nesse status não era digno de ficar nas suas terras. Gabriel não consegue deixar todas aquelas pessoas sem um lar, mas também não tem recursos para manter a todos, então um casamento é arranjado com uma princesa Russa e com o maravilhoso dote dela, Gabriel poderia dar uma vida boa a todos.


    Assim que Kate conhece Gabriel o acha arrogante e não esconde o que pensa dele, isso acaba chamando a atenção do príncipe. Só que ele não sabia quem era Kate, para Gabriel ela era Victória a noiva de seu sobrinho. Conforme foi acontecendo a convivência mais atenção um foi chamando do outro até que Gabriel descobre que Victória era Kate e que a atração que estava acontecendo entre eles poderia evoluir já que ele não estaria traindo o sobrinho. Mas será que Kate iria deixar o príncipe seduzi-la sabendo que ele se casaria em breve?

    Esse livro é uma releitura do conto da Cinderela e vários elementos do conto de fadas é mencionado nesse livro, mas não fiquei pensando você que a autora só se base na história da Cinderela, a Eloisa James nos mostra uma história inovadora, cativante e muito viciante.

    Acho que é tarde demais para eu me transformar em uma dama. A estar altura, seria necessário uma varinha de condão.

    Assim que conheço Kate já me identifico com ela, mesmo com todos os problemas ela não se deixa abater e se mostra forte, sempre que consegue confronta a madrasta e a faz se pôr no seu lugar. Kate sabe que não pode fazer muito por ela e seus criados, mas tenta levar a vida de uma forma que não sofra e que faça os outros se sentirem confortáveis.

    Gabriel é bem parecido com Kate, ele não consegue deixar seus parentes para trás e está disposto a ter uma vida sem amor para ter o que dar de comer e vestir a todos eles. Um homem inteligente e que sonha em ser um escavador e conhecer tumbas importantes para a história.

    Eu gostaria, ao menos uma vez, que uma mulher me visse como algo desvinculado de uma coroa. Apenas como um homem igual aos outros.

    Me vi devorando o livro do começo ao fim e torcendo para que esse casal apaixonado conseguisse achar uma solução para os seus problemas e enfim ficarem juntos. E o final foi de tirar o fôlego. Suspirei e me emocionei com tudo que eles conquistaram e com o amor que transbordava deles.

    A capa do livro está um espetáculo. A diagramação perfeita. As folhas são amareladas e a fonte do tamanho ótimo para leitura. A revisão está impecável. A edição da Arqueiro está maravilhosa e de ótima qualidade.

    Recomendo esse livro a todos que amam uma história emocionante, de tirar o fôlego e que vai te emocionar.


    0 comentários :

    Postar um comentário

    Olá! Comente sobre o post acima :)
    Estou muito grata por você visitar o Era uma vez o... Livro
    Volte sempre! :D