• Home
  • /
  • Sobre
  • /
  • Resenhas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Entrevistas
  • /
  • Desafio
  • /
  • Contato
  • [RESENHA] Como Se Casar Com Um Marquês - Agentes da Coroa #2 de Julia Quinn

    Resenha por: Suelen Fernandes
    Título: Como Se Casar Com Um Marquês
    Autor(a): Julia Quinn
    Editora: Arqueiro
    Gênero: Romance de Época / Literatura Estrangeira
    Páginas: 320
    Ano: 2017
    Compare e Compre: Buscapé
    Adicione: Skoob
    Nota
    Sinopse: Considerada “a rainha dos romances de época” pela Goodreads, os livros de Julia Quinn atingiram a marca de 10 milhões de exemplares vendidos no mundo.
    "Julia Quinn é nossa Jane Austen contemporânea.” – Jill Barnett
    Elizabeth Hotchkiss precisa se casar com um homem rico, e bem rápido. Com três irmãos mais novos para sustentar, ela sabe que não lhe resta outra alternativa.
    Então, quando encontra o livro Como se casar com um marquês na biblioteca de lady Danbury, para quem trabalha como dama de companhia, ela não pensa duas vezes: coloca o exemplar na bolsa e leva para casa.
    Incentivada por uma das irmãs, Elizabeth decide encontrar um homem qualquer para praticar as técnicas ensinadas no pequeno manual.
    É quando surge James Siddons, marquês de Riverdale e sobrinho de lady Danbury, que o convocou para salvá-la de um chantagista. Para realizar a investigação, ele finge ser outra pessoa. E o primeiro nome na sua lista de suspeitos é justamente... Elizabeth Hotchkiss.
    Intrigado pela atraente jovem com o curioso livrinho de regras, James galantemente se oferece para ajudá-la a conseguir um marido, deixando-a praticar as técnicas com ele. Afinal, quanto mais tempo passar na companhia de Elizabeth, mais perto estará de descobrir se ela é culpada.
    Mas quando o treinamento se torna perfeito demais, James decide que só há uma regra que vale a pena seguir: que Elizabeth se case com seu marquês.

    Elizabeth perdeu os pais a alguns anos e por isso teve que ficar responsável pelos seus irmãos mais novos. Seu pai tinha um título, mas estava falido e por isso não deixou nenhum tostão para a sua família. Elizabeth a cinco anos trabalha como dama de companhia para a Lady Danbury e mesmo recebendo um salário não é o suficiente para dar uma vida de conforto para os seus irmãos.

    Com o passar do tempo Elizabeth fica desesperada e a única saída que enxerga é se casar, mas o problema é que ela só teve uma proposta e mesmo assim foi de um homem asqueroso e que ela nunca conseguiria ser esposa. Ao entrar na biblioteca de Lady Danbury ela encontra um livro chamado Como se casar com um marquês e fica interessada em saber mais sobre as regras que a autora do livro fala.


    Na casa de Lady Danbury chega um novo empregado James Siddons, ele será o novo administrador. Mas na verdade ele é o sobrinho de Lady Danbury, marquês de Riverdale. James foi convocado pela tia para descobrir quem a está chantageando e por isso está disfarçado. Assim que ele chega na casa dia tia conhece a Elizabeth e isso desperta algo nele, James tenta descobrir mais sobre a vida da jovem dama e com isso fica mais próximo dela. Dessa aproximação nasce uma amizade, que evoluiu para uma atração e depois para um amor arrebatador.

    Esse é o segundo livro da duologia Agentes da Coroa e vou confessar a vocês que dos dois livros esse é o meu favorito. Logo que conheço Elizabeth me identifico com ela. Uma mulher simpática, inteligente, responsável, amável, com a língua afiada e muito desastrada. Vemos como ela se preocupa com os irmãos e está disposta a casar sem amor só para dar um conforto a eles. Me compadeci, pois, ela carregava um peso muito grande, ser provedora de uma casa não é fácil, ainda mais na época que se passa a história e por ela ser mulher.

    Elizabeth reprimiu um murmúrio e voltou para a cadeira de espaldar alto. Gostava de lady Danbury. De coração. Na verdade, ansiava pelo dia em que poderia usar a idade como desculpa para exibir a franqueza que era marca registrada da condessa.

    Conhecemos James do primeiro livro e desde lá havia me simpatizado com ele. É um homem inteligente, de bom humor, amigável, compreensivo. Nesse livro conseguimos entrar mais fundo na mente do personagem e descobrimos que aquele rosto bonito esconde algumas mágoas do passado. A todo momento ele queria ajudar Elizabeth e mesmo usando alguns métodos mais íntimos ele se mostrou um ótimo amigo e ganhou o meu coração.

    Então os lábios dele estavam sobre os dela, e fosse qual fosse a força hipnótica que o levara a beijá-la, desapareceu, e tudo o que restou foi ele – ele e uma necessidade avassaladora de possuí-la de todos os modos que um homem poderia possuir uma mulher.

    Foi engraçado ver Elizabeth tentando usar as regras do livro Como se casar com um marquês com o James. Ela tinha que treinar de alguma forma e James era o único homem que ela conhecia. Mal sabia ela que estava treinando com um verdadeiro marquês.

    “Se você encerrar a conversa”, sussurrou a voz de Susan, “ele ficará fantasiando a respeito do que você teria dito a seguir.”

    Uma grande surpresa para mim nesse livro foi Lady Danbury, ela é uma senhora bem ativa e com a língua bem afiada. Tem uma fama de malvada e crianças e adultos a temem, mas quando a conhecemos de perto, toda essa fama se desfaz e vemos como ela é amorosa, amiga e que está ali para ajudar o casal. Ela vai ser o elo que vai unir essas duas almas perdidas.

    Como sempre a Julia Quinn arrasa nas suas histórias e me deixa mais uma vez apaixonada. O livro tem uma história fluída, com personagens carismáticos, com um enredo engraçado e romântico, com uma final lindo e perfeito.

    E falando da edição, a capa está muito bonita. A diagramação é simples. As folhas são amareladas. A fonte do tamanho bom para leitura. A história é narrada em terceira pessoa.

    Recomendo esse livro a todos que amam um romance de época bem escrito, com tiragens engraçadas, personagens cativantes e com um final de suspirar.


    7 comentários :

    1. Oi Su!!
      Gostei mais desse que do primeiro!! James já tinha me ganhado no primeiro volume, mas a tia dele é execpicional! Altas gargalhadas com esses personagens!!!

      ResponderExcluir
    2. Oiee Suelen ^^
      Lady Danbury é um show à parte, né? Ri horrores com essa senhora sem papas na língua. Mas o resto do livro me decepcionou um pouco, quando o James apareceu no primeiro livro (que eu adorei!) eu imaginei que ele seria de uma maneira, e chegando aqui ele era de outra. Gostei da Elizabeth, mas a história em si não me conquistou :/
      MilkMilks ♥

      ResponderExcluir
    3. Eu curti muito essa leitura, achei o James maravilhoso e a Lady Danbury engraçadíssima. Essa duologia é ótima.
      Beijos
      Mari
      Pequenos Retalhos

      ResponderExcluir
    4. Suh, amo as sua resenhas e postagens coloridas! Estou louca para ler esta duologia e cada resenha que leio dos livros da autora fico me perguntando por que ainda não li a Julia, mas como são só dois livros vou conhecer a escrita dela através já, amanhã mesmo comprarei os livros e certamente vou me apaixonar pela autora como você.

      Bjos
      Tânia Bueno

      ResponderExcluir
    5. Oi, Su! Eu sou daquelas que nunca li Julia Quinn, mas essa duologia me chamou muita atenção e provavelmente será lido por mim... Amei a sua resenha!

      ResponderExcluir
    6. Oi Su!

      Eu tenho muita vontade de ler este livro, pois ainda não li nenhum livro da Julian Quinn e também porque tenho poucos livros de romance de epóca. Sua resenha deixou a vontade ainda maior e vou tentar mudar essa situação logo. Parabéns pela sua opinião.

      Bjos

      ResponderExcluir
    7. Hummmmm adorei a premissa desse livro!! Ultimamente tenho me interessado muito por romances de época, esse me parece ser um ótimo romance!!! Entrou pra minha lista <3

      ResponderExcluir

    Olá! Comente sobre o post acima :)
    Estou muito grata por você visitar o Era uma vez o... Livro
    Volte sempre! :D